O Rio de Janeiro vai sediar o maior encontro esportivo do planeta em 2016, as olimpíadas Rio 2016. A cidade abriga a partir do dia 5 de agosto a 28ª edição dos Jogos Olímpicos. É a primeira vez que o evento criado em 1896 pelo barão francês Pierre de Coubertin acontece na América do Sul, após passar por localidades da América do Norte, Ásia, Europa e Oceania nos últimos 120 anos. A cerimônia de abertura no estádio do Maracanã está marcada para começar às 18h. Serão 17 dias nos quais o mundo estará com os olhos voltados mais do que nunca para a Cidade Maravilhosa. A expectativa dos organizadores é que o Rio 2016 receba aproximadamente 500 mil turistas em função do evento. Nunca as disputas mais competitivas do planeta aconteceram num cenário tão bonito.

Rio 2016

Cerca de 10.500 atletas de mais de 200 países participarão dos jogos do Rio 2016. Eles disputarão mais de 300 medalhas em 161 provas masculinas, 136 femininas e nove disputas mistas. O programa oficial é composto por basquete, vôlei e outros 40 esportes diferentes. O evento de 2016 apresenta algumas novidades em relação às últimas edições. Uma delas é a volta do golfe à programação olímpica após 112 anos. Outra modalidade que estava de fora e voltará a ser disputada é o rugby, que não era disputado olimpicamente há 92 anos.

A organização da Rio 2016 inclui alguns números impressionantes. Vinte e cinco mil bolinhas de tênis deverão ser usadas durante as competições. Sessenta mil cabides serão aproveitados durante o evento, no qual cerca de 11 milhões de refeições deverão ser consumidas. O comitê olímpico conta com 12 mil computadores e 15 mil celulares. Cento e cinquenta embarcações serão trazidas de fora do país para as provas de canoagem. Mas a operação mais complexa dos jogos envolve o transporte e a acomodação de mais de 300 cavalos que serão trazidos de avião da Europa e da América do Norte para as disputas de hipismo.

Não faltam estrelas no elenco das olimpíadas. O velocista jamaicano Usain Bolt e o jogador de basquete americano LeBron James são algumas delas. O Brasil também estará representado por grandes esportistas na Rio 2016, como o nadador Cesar Cielo. Os 32 locais de competição do evento estão distribuídos em quatro grandes áreas da cidade. São elas: Barra da Tijuca (15 instalações), Copacabana (4 instalações), Deodoro (9 instalações) e Maracanã (4 instalações).

Locais de Competição da Rio 2016

A Barra da Tijuca é o local com o maior número de instalações ligadas a Rio 2016. Grande parte delas está concentrada no chamado Parque Olímpico, que deve reunir as provas de basquete, esgrima, ginásticas artística, rítmica e de trampolim, handebol, judô, luta greco-romana, luta livre, nado sincronizado, natação, polo aquático, saltos ornamentais, taekwondo e tênis. As disputas de badminton, boxe, levantamento de peso e tênis de mesa acontecem no Riocentro. Atletas do ciclismo e marcha atlética vão competir no Pontal. O Campo Olímpico de Golfe também fica no bairro.

Deodoro receberá o basquete, o hipismo, o hóquei sobre a grama, o pentatlo moderno, o rugby e o tiro esportivo. Novos espaços foram criados para cada um desses esportes, como a Arena da Juventude, o Centro Aquático e o Estádio de rugby. A localidade nas proximidades da Avenida Brasil conta ainda com o Parque Radical, que abrigará as competições de ciclismo e canoagem.

A área batizada pelos organizadores como Maracanã engloba pontos como o Estádio Olímpico (Engenhão), o Sambódromo e o complexo esportivo do Maracanã. Corridas de atletismo e partidas de futebol estão programadas para acontecer na arena do Engenho de Dentro. Já os holofotes da Rua Marquês de Sapucaí irão iluminar os esportistas do tiro com arco e a reta final da maratona. A decisão do torneio de futebol acontece no Maracanã. O ginásio do Maracanãzinho será a casa do vôlei na Rio 2016.

Copacabana foi o nome dado pelos organizadores à área da zona sul com instalações olímpicas. O espaço abrange locais como a Marina da Glória, por onde circularão os praticantes da vela, e o estádio da Lagoa, que receberá o remo e a canoagem de velocidade. A arena do vôlei de praia ficará em Copacabana. O cenário histórico do Forte de Copacabana servirá de paisagem para as provas da Rio 2016 de ciclismo de estrada, maratona aquática e triatlo.

Não será permitido deslocar-se ao local dos jogos de carro ou moto, portanto, o melhor é usar o transporte público para chegar aos locais dos jogos. Veja o nosso Guia de Transporte Público. Assista também ao vídeo explicativo elaborado pela equipe da cidadeolimpica.rio:

Obras de infraestrutura recentes facilitaram o acesso às instalações olímpicas da Rio 2016. Os BRTs Transcarioca e Transoeste permitem que os interessados cheguem à Barra a partir do aeroporto do Galeão e do extremo oeste da cidade, respectivamente. A tarifa atual do serviço é de R$ 3,80. A Transolímpica é o outro corredor exclusivo de ônibus que deve estar pronto até os jogos. Ela ligará a Barra a Deodoro. A última localidade já é atendida por trens, que saem do Centro e cobram R$ 3,30 pela viagem. A opção ferroviária também é uma alternativa para se chegar ao Engenhão e ao Maracanã (ambos pela linha de Deodoro). O último local conta ainda com uma estação de metrô (Maracanã) nas proximidades, assim como acontece com Copacabana e Marina da Glória (estação Glória do metrô). O preço da tarifa básica de metrô é de R$ 4,10.

Cerca de 7,5 milhões de ingressos foram disponibilizados para eventos relacionados a Rio 2016. Quase metade deles tem preços que não ultrapassam R$ 70. Ainda é possível adquirir entradas para disputas no site dos jogos da Rio 2016.

Para os eventos que ocorrerão no Maracanã, o ideal é ir de trem ou metrô (linha 2, cor verde), cujos nomes das estações são ambos Maracanã.

Para chegar nas Arenas onde serão realizados os jogos de diversas das modalidades olímpicas, o melhor é consultar no dia dos jogos o site oficial das Olimpíadas, onde você pode ler os Guias do Expectador da Rio 2016, nos quais constam todas as informações necessárias para cada modalidade esportiva, além das cerimônias de abertura e encerramento, inclusive para download.

Programe-se

Eventos culturais devem acontecer em vários pontos do Rio de Janeiro nos 17 dias de competição da Rio 2016. Estão previstas performances de poetas da periferia, feiras de artesanato e gastronomia e apresentações de dança, musicais e teatrais. Ainda não foi divulgado um calendário fechado com a programação. Mas vale acompanhar pelo site da Rio 2016 e pela página do Governo Federal sobre a programação cultural dos jogos olímpicos.

The Clowness Cha-U-Kao Fastening Her Bodice de Henri de Toulouse–Lautrec em exposição no CCBB

Ótima opção cultural durante os jogos olímpicos é o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), cuja exposição principal durante os jogos chama-se O triunfo da cor. O pós-impressionismo: obras-primas do Musée d’Orsay e do Musée de l’Orangerie, cuja mostra apresenta 75 obras de 32 artistas que, a partir do fim do século XIX, buscaram novos caminhos para a pintura. Como destaca a curadoria do CCBB, a exposição apresenta ícones do movimento impressionista, como Van Gogh, Gauguin, Toulouse-Lautrec, Cézanne, Seurat, dentre outros. O CCBB fica na Rua Primeiro de Março, 66, Centro do Rio, e atende pelo telefone +55 21 3808-2020. Funciona de quarta a segunda, das 9h às 21h, e é atendido pela estação Uruguaiana do Metro, saída Av. Presidente Vargas.

Outra boa dica é o Centro Cultural Justiça Federal (CCJF), que conta com exposição de temática esportiva duante os jogos olímpicos: Atletas de Corpo e Alma até 28/8, além de diversas opções culturais gratuitas. O CCJF fica na Avenida Rio Branco, 241, atende pelo telefone +55 21 3261-2550 e funciona de Terça a domingo, das 12h às 19h. A melhor opção para chegar é o metrô, estação Cinelândia.

Espera-se uma grande movimentação nos aeroportos e outros pontos da cidade durante as olimpíadas. É recomendável que quem estiver visitando a cidade leve isso em conta na hora de montar sua agenda de passeios. Evitar os pontos turísticos mais visitados, como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar nos horários de maior fluxo é interessante. A cerimônia de encerramento da 28ª edição dos Jogos Olímpicos Rio 2016 acontece no Maracanã e deve terminar às 23h do dia 21 de agosto, começando então os jogos Paralímpicos Rio 2016 a partir de 7 de setembro, até 18 do mesmo mês. Veja o Guia de Direitos e Acessibilidade do passageiro com necessidades especiais.

Atenção na Rio 2016

É importante ter em mente que as cautelas que se sugere aos visitantes da cidade se aplicam também ao período dos Jogos Olímpicos. Por isso sugerimos fortemente a leitura dos artigos Violência no Rio e Golpes Contra Turistas no Rio de Janeiro, bem como o Guia Zika, Dengue e Chikungunya no Rio 2016.

Assim, o melhor é levar pouco dinheiro e ter cuidado com o celular. A opção por roupas leves também é indispensável. Beber bastante água e álcool com moderação, além de escolher locais confiáveis para comer são formas de evitar que sua festa termine mais cedo. Além disso, é prudente consultar o Guia do Expectador da modalidade esportiva que você vai assistir da Rio 2016, no dia da competição, para ver uma versão atualizada, pois lá há a indicação de que objetos são permitidos e quais não são em cada local de realização dos Jogos, e de acordo com cada esporte e competição.

Chegar aos Eventos da Rio 2016 Sem Correria

E para evitar o estresse do atraso aos locais das competições, saia com bastante antecedência. Deixar para a última hora faz com que você fique vulnerável a imprevistos e sem tempo para remedia-los e não desfrute do passeio. O ideal é planejar seu dia de modo que possa chegar ao local dos jogos com antecedência bastante para não ter correria.

Créditos das imagens: Agenciabrasil.ebc.com.br, Alex Ferro, Henri Toulouse-Lautrec, Eckhard Pecher e José Paulo Lacerda.